quinta-feira, 20 de março de 2008

Nozes

Ele era azul. Ela era vermelha.
Ele gostava de beber. Ela reclamava do gosto do álcool.
Ele fumava. Ela tossia com a fumaça.
Ele penteava os cabelos para o lado. Ela, para trás.
Ele tocava harpa. Ela tinha horror do som.
Ele gostava de listras. Ela, de xadrez.
Ele não comia carne. Ela só pedia picanha.
Ele jogava tênis. Ela tinha tendinite.
Ele era de direita. Ela votava no PT.
Ele ouvia rádio. Ela via TV.
Ele gostava dos domingos. Ela, das terças.
Ele fazia musculação. Ela dormia a tarde toda.
Ele era de gêmeos. Ela era de lua.
Ele comprava em dólares. Ela não gastava em nada.
Ele viajava para Chicago. Ela nunca entrou em avião.

E os dois
Eram eu.

5 comentários:

Samir Oliveira disse...

Que bonitinho!

Aprovado o blog. Muito bom! Mais um na minha ronda diária.

Camila disse...

Puta que pario..não sei como tu pode ter neim que seja um pouco de vergonha de mostrar isso!TU ESCREVE MTTT MINHA IRMÃ!

Ana Bicca disse...

bebela,
não sabia que tinhas um blog...
Adorei! Este texto e os demais tb, mesmo.
bjinhu ;*

João disse...

oi tchutchuca.
és mui criativa!

Lucho disse...

Eduardo e Mônica era nada parecidos
Ela era de Leão e ele tinha dezesseis
Ela fazia Medicina e falava alemão
E ele ainda nas aulinhas de inglês

Ela gostava do Bandeira e do Bauhaus
De Van Gogh e dos Mutantes, de Caetano e de Rimbaud
E o Eduardo gostava de novela
E jogava futebol-de-botão com seu avô

Ela falava coisas sobre o Planalto Central
Também magia e meditação
E o Eduardo ainda tava no esquema "escola, cinema
clube, televisão"...

E mesmo com tudo diferente, veio mesmo, de repente
Uma vontade de se ver
E os dois se encontravam todo dia
E a vontade crescia, como tinha de ser...



Parabéns pelas tuas conquistas